Hemianthus

Ir em baixo

Hemianthus

Mensagem  Admin em Sab Fev 05, 2011 6:18 am



Nome: Hemianthus micranthemoides
Origem: América Central
Cuidado: Difícil
Cascalho: Rico
Iluminação: Forte

Pertence à família das Scrophulariaceae, a mesma das Bacopas, Limnophilas, Glossostigma e Micranthemum. Distribuída pelo sudeste de América do Norte e em Cuba. Planta perene, submersa, anfíbia, emergente ou flutuante, quando submersa cresce ereta, tornando-se rastejante quando emersa. Apresenta caules com nós enraizantes, folhas de 2 a 4 mm, verde claro ligeiramente translúcidas, inteiras, verticiladas (3-4 folhas por nó) ou opostas (2 folhas por nó), ovais e sésseis (pecíolo/haste ausente). Alcança de 10 a 50 cm de altura e algo em torno de 5 a 10 cm de diâmetro. Requer iluminação intensa (de 0,75 a 1,0 W/L) e plena. Sob iluminação intensa apresenta extraordinária ramificação, formando densas e baixas moitas. Sombreada, tende a crescer estiolada (maior espaçamento entre os nós) para cima, buscando mais luz. Necessita de injeção de CO2, fertilizações líquidas freqüentes, KH entre 2 e 10, pH de 6,0 a 7,0 e temperatura entre 18 e 28°C. Em substrato fino e fértil cresce rapidamente (de 10 a 20 cm por mês). Sua propagação se faz por estacas (corte e repique do caule). Não suporta algicidas, sendo também muito sensível ao cobre. Há uma polêmica discussão sobre se as denominações Hemianthus micranthemoides e Micranthemum micranthemoides seriam sinônimas da mesma espécie ou espécies distintas. Em muitos sites encontramos referências afirmando que a Hemianthus teria folhas em verticilo (3-4 folhas por nó) e a Micranthemum teria folhas opostas (2 por nó), mas a grande maioria dos autores afirmam que são variedades da mesma espécie. É mais uma das plantas popularizadas pelo conceito do "Aquário Natural"; sendo muito utilizada para formar densas moitas de fechamento em aquários e carpetes rastejantes em paludários.
Definitivamente essa é uma das plantas mais bonitas para pôr-se no plano do meio do aqua. Após tê-la em um aqua com pouca iluminação, resolvi fazer uma experiência pondo-a num aqua no meu terraço. Para minha surpresa, logo na primeira semana em seu novo habitat, pude conferir a mudança de sua cor (de verde amarelado para um verde vivo claro!). Logo depois percebi sua rápida evolução! O solo do aquário da experiência não era rico. Não tinha laterita, nenhum tipo de substrato industrializado e nem injetava CO2. O substrato desse meu aqua de 160 litros era apenas de areia de praia...acho que foi por isso que ela desenvolveu tão rápido assim, com o substrato fino e o pH alcalino resultante dos componentes naturais da areia fizeram com que esse se tornasse um lar em condições perfeitas para seu pleno crescimento. Além disso, acredito ter acertado na iluminação. Por estar em uma parte do meu terraço que não pega sol mas é bastante iluminado, fez com que eu pudesse registrar durante horas do dia sua troca O2 x CO2! É realmente uma bela planta para se fazer moitas e cobrir cantos do aqua...uma planta que conquista quem a tem por sua delicadeza.



Admin
Admin

Mensagens : 58
Data de inscrição : 31/01/2011
Idade : 26

Ver perfil do usuário http://aquariohobby.forumeiros.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum