Ficha Ramirezi

Ir em baixo

Ficha Ramirezi

Mensagem  Admin em Sex Fev 04, 2011 3:23 pm




Nome Comum: Ramirezi ou Ciclídeo Borboleta
Nome Científico: Microgeophagus Ramirezi
Distribuição Geográfica e/ou Localização Típica: Bolivia, Venezuela (Rio Orinoco) e Colombia (Rio Meta)
Tamanho: Macho apresenta-se com 5cm e a Fêmea ligeiramente mais pequena.

Dimorfismo Sexual:O macho é mais esguio que a fêmea e apresenta principalmente o 2º e 3º raios da barbatana dorsal maiores do que a fêmea, o macho tem uma mancha preta mais pronunciada (sem nenhuma escama azul "dentro" da mancha) na parte lateral do corpo enquanto que a fêmea tem a mancha preta menos visível e normalmente com algumas escamas de cor azul "dentro" da mancha preta.
A fêmea é mais "gordinha" que o macho e apresenta a zona da "barriga" com uma coloração rosa (principalmente em época de acasalamento).
"by Andre Silvestre: Compreendo que seja difícil observar em peixes que tenham sido criados selectivamente para possuir determinadas características, tais como long fin, ramirezi dourado, ramirezi balão, etc, mas aí já não estamos a falar do German Blue Ram ( German Blue Ram porque foi na Alemanha que se começaram a criar estes peixes e que são os que apresentam as características mais fieis aos peixes selvagens).
No entanto, por alguma experiência que tenho com ramirezis de à uns tempos para cá, o que me leva a dizer que este peixe é um possível macho passa por:
- barbatana rectal muito desenvolvida ( os machos têm-na mais desenvolvida que as fêmeas)
- barbatana dorsal mais desenvolvida na zona da cauda ( regra geral, os machos têm a barbatana dorsal mais comprida e volumosa que as fêmeas, e não estou a falar dos espigões, até porque estes não são visíveis na foto)
- corpo volumoso em todo o seu comprimento, e não apenas na zona do ventre ( as fêmeas, mesmo não estando com ovos, têm a zona do ventre mais saliente, mais arredondada, falando, claro, de peixes saudáveis e em forma; não magros)
- a cabeça é volumosa em toda a sua extensão ( sendo, no caso das fêmeas, mais afunilada)
Estas são as características típicas de um macho e que podem ser observadas na foto, com mais ou menos dificuldade. Outras características que se conseguem observar na foto são:
- barbatanas peitorais
- espigões da barbatana dorsal ( duvidosa uma vez que as fêmeas, em adulto, apresentam também os dois primeiros espigões bem desenvolvidos; apenas comparando um macho e uma fêmea com a mesma idade e ambos bem nutridos e desenvolvidos, é possível diferenciar as dimensões dos espigões do macho para a fêmea)
- barbatana caudal ( a dos machos é mais expansiva e em leque que a das fêmeas)
- coloração avermelhada do ventre ( embora, por vezes, alguns machos a tenham ligeiramente ténue quando são novos e que perdem quando chegam à maturidade)
Para uma correcta identificação, o ideal era o peixe estar com as barbatanas todas abertas, em perfil e a foto ser tirada focando bem o objecto. É preciso ver o peixe como um todo e não olhar apenas para algumas características. Mas, isto, é a minha opinião, com base naquilo que observo nos meus peixes
(...)
os peixes nas lojas raramente apresentam toda a sua coloração e ainda não são suficientemente crescidos para identificar as características estruturais que muita gente usa como referência de identificação; ex: espigões da barbatana dorsal/coloração rosada do ventre."

Disposição no Aquário: Aos Casais

Temperatura: 25 a 30ºC

pH: entre 5,5 e os 6,5 preferencialmente.
"by Andre Silvestre" o pH pode ser um pouco mais elevado que 7, até 7.5 Já se reproduzem ramirezis entre pH de 7 a 7.5

Outros Parâmetros da Água:
GH: 3ºd e os 10ºd
Nitratos: são algo sensíveis pelo que devem ser mantidos com baixos valores de nitratos (<10ppm)

Aquário: Aquário densamente plantado e com vários esconderijos criados por pedras/troncos. Se possível utilizar um substracto fino tipo areia (em parte do aquário).

Alimentação:
A dieta deve conter comida viva\congelada com alguma variedade (de evitar larva de mosquitos pois há relatos de terem causado problemas ao peixes), há quem além da tradicional comida congelada (atémia, krill, etc..) forneça também papa\preparados para discus.
Aceitam granulado e comida seca.
NOTA: Muito importante proporcionar uma dieta variada e de boa qualidade.

Compatibilidade:
É um peixe pacífico (com as outras espécies) passível de ser mantido com outros peixes desde que não muito agressivos e com requesitos semelhantes no que toca á água (pode ser mantido com apistogrammas desde que o tamanho do aquário o permita bem como discus, tetras e outros caracídeos, etc.).
Peixe algo tímido pelo que deve ter bastantes esconderijos de modo a sentir-se seguro.
Podem ser mantidos 2 casais no mesmo aquário desde que este tenha espaço suficiente para cada casal formar o seu território (um aquário com mais de 100Lts e com cerca de 80cm de frente deve dar para o efeito)

Reprodução:
Ao contrário dos apistogrammas é um peixe de casal (um macho para uma fêmea), e onde tanto o macho como a fêmea protegem e cuidam dos ovos e defendem o território.
A postura tem lugar no fundo do aquário numa pedra\tronco ou numa folha de planta (o macho e a fêmea "limpam" a zona onde irá decorrer a postura).
A fêmea pode depositar entre 100 a 200 ovos de cor cinzento amarelada.
Os ovos demoram cerca de 3 a 5 dias a eclodirem (depende bastante da temperatura) e os alevins durante os 3 primeiros dias consomem o saco vitelino sendo que após este período deve-se começar a fornecer alimento próprio (nauptilos de artemia, infusorios, preparados próprios á venda nas lojas da especialidade).
Nesta altura o aquariofilista deverá optar se pretende manter as crias ao cuidado dos pais ou separa-las para um aquário á parte.

Admin
Admin

Mensagens : 58
Data de inscrição : 31/01/2011
Idade : 26

Ver perfil do usuário http://aquariohobby.forumeiros.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum